Aviso


AVISO




Depois de quatro anos com muitas notícias do mundo latino, o Mescla Cultural fecha as suas portas. O blog não será mais atualizado, mas seu conteúdo permanecerá online. Aos leitores, meu muito obrigada por todos esses anos!





Marcadores: , ,

OV7

Depois de minha ausência de alguns muitos dias, vou tentar colocar a casa em ordem essa semana. Primeiro: vamos publicar a coluna de domingo na terça!

Profile: OV7

O começo da OV7 é praticamente idêntico ao do Timbiriche: Escalam um elenco infantil para Grease (ou em espanhol, Vaselina) e a trilha sonora faz tanto sucesso que logo as gravadoras estão atrás das crianças. Isso aconteceu em 1989 e no elenco estavam todos os cantores que passariam pela banda em seus 14 anos de ativa: Ari Borovoy, Oscar Schwebel, Daniel Vázquez, Anna Borras, Luis García, Erika Zaba, Rodrigo Álvarez, Kalimba, M'balia Marichal, Mariana Ochoa, Ariatna Martínez e Bárbara Macías.

O primeiro album sai no ano seguinte com o título de "La Onda Vaselina". Nos anos seguintem lançariam "La Onda Vaselina 2", "Dulces para ti" e "La Banda Rock" que juntos venderam mais de 1 milhão de cópias.

O problema é que o grupo estava crescendo, e deveria ser reformulado. Eles perdem o "La" e voltam com "Hoy", seu primeiro disco juvenil. Não dá certo. O grupo, que pensava em se separar, então é assistido por executivos da Sony, que prontamente os chamam para um contrato (lembrando que nessa época o México era infestado de bandas juvenis como o Jeans, Kabah, Mercurio). Eles são colocados na geledeira por seis meses para descansar a imagem e voltar com força total.

Entrega total saiu em meados de 1997, embalados pelo hit "Te quiero tanto", venderam 1 milhão de 300 mil cópias. "Vuela más alto" o disco seguinte vende mais 1,200,000. Então no final de 1999 anunciam a separação por problemas com a empresária. Iria durar pouco, quatro meses depois surgia o OV7 com novo visual e a entrada definitiva de Kalimba.



"CD00" é um disco cheio de hits: "Enloquéceme", "Shabadabada", "Como eres" e "Más que amor". Recebem indicações a Billboards e grammys, além de chegarem a mercados como Japão, Corea e Australia. "7 Latidos", lançado no ano seguinte continuou com "Tengo el control", "Te necesito" e "Aum, aum".



Os integrantes porém estavam cansados. Eram adultos e tinham vontades músicais diferentes do OV7, era hora de partir, anunciaram uma turnê de despedida e o último disco chamado "punto" feito para fãs, todos os sucessos e canções novas para dizer adeus aos fãs.Sete anos depois eles resolvem voltar, o resultado é o disco "Primera Fila", que saiu no final de setembro. Em três dias, venderam 500 mil cópias.


Saber se essa volta é definitiva é algo difícil de se dizer, o que importa é que as mais de sete milhões de cópias vendidas do grupo conta uma história com os fãs, e é ela que os trouxe de novo para seu publico.

0 comentários:

Postar um comentário