Aviso


AVISO




Depois de quatro anos com muitas notícias do mundo latino, o Mescla Cultural fecha as suas portas. O blog não será mais atualizado, mas seu conteúdo permanecerá online. Aos leitores, meu muito obrigada por todos esses anos!





Marcadores: , ,

Daddy Yankee

Profile: Daddy Yankee

Filho de familia pobre e morador de um conjunto habitacional em Porto Rico, Ramón "Raymond" Luis Ayala Rodríguez sempre se interessou pela música. Pouco depois já estava cantando músicas inspiradas no hip hop e no Reggae. Conheceu então o DJ playero e ai nasceu a figura do Daddy Yankee.

Foi pelas mãos de Playero que sairam os dois primeiros albuns de Daddy. O primeiro "No Mercy" serviu de apresentação e era vendido exclusivamente depois que o porto-riquenho se apresentasse em locais como escolas de dança e clubes noturnos (
E tem a capa mais Daddy wanna be latino que eu já vi).

Logo depois vieram "El Cartel" e "El cartel II". Esses álbuns foram importantes para o reconhecimento do cantor, mas ele começou a se tornar um artista internacional com o disco seguinte, "El Cangri.com" de 2002, que invadiu as rádios de Miami.

Fama ele já tinha, faltava o disco. E ai veio "Barrio fino". Lançado em 2004 e levado pelo sucesso inesperado de "Gasolina", vendeu mais de quatro milhões de cópias em todo o mundo. Foi eleito também o disco mais vendido da década pela Billboard é considerado por muitos críticos o marco zero do Reggaeton como o conhecemos hoje.


Vendo o potencial de Daddy a Paramount o procurou para contar sua história em um filme. O portoriquenho aceitou, contanto que não se tratasse de uma auto-biografia, e sim do retrato da pobreza e música de Porto Rico. O filme, "Talento de Barrio" só saiu três anos depois, logo após o lançamento do seu sétimo disco.

Como havia conseguido entrar no mercado americano como poucos latinos até então, era hora de gravar mais um disco em grande estilo. Saiu "El Cartel III: The Big Boss" com participação de Fergie, Wil.l.am, Nicole (ex-pusssycat doll), akon entre outros), foi o mais vendido no mercado latino em 2007 e indicado ao latin grammy (e só não ganhou porque contou com a "sorte" de concorrer com os papa-grammys do Calle 13).

O último disco do porto-riquenho, "Daddy Yankee Mundial", saiu no meio desse ano. E nesse periodo já vendeu mais de um milhão de álbuns. O primeiro single "Grito Mundial" teve o videoclipe gravado no Brasil e na Argentina.


Daddy Yankee é uma figura fundamental para entender a história do Reggaeton, e só sua história já escreve um capitulo inteiro dessa história. De momento ele está ativo, e parece não ter intenção alguma de parar tão cedo.

0 comentários:

Postar um comentário